Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Generalidades

Generalidades

25
Nov20

Capela de S.Lázaro


Vagueando

Parece impossível mas aconteceu.

Há umas semanas atrás andava a deambular por Sintra com a minha mulher e um amigo, coisa que faço com muita frequência e ele perguntou-me se conhecia a Capela de S. Lázaro. Disse-lhe que sim e que até estávamos muito perto. Fizemos um pequeno desvio ao percurso inicialmente previsto e fomos até lá.

Entretanto fui-lhe contando o pouco que sabia sobre a capela, nomeadamente que por volta de 2012 o proprietário de uma habitação contígua, tinha tentado apoderar-se do espaço onde a capela está inserida mas que um movimento cívico para a Defesa do Largo e da Capela de S. Lázaro http://sintradeambulada.blogspot.com/2013/10/o-movimento-civico-para-defesa-do-largo.html se tinha oposto, conseguindo que a mesma ficasse sob domínio público.

Também lhe referi que, pese embora seja residente em Sintra desde que nasci, nunca lá tinha entrado porque estava sempre fechada.

Para minha surpresa e satisfação do meu amigo, naquele dia estava aberta.

Fiquei naturalmente contente por, finalmente, poder entrar naquela capela. De permeio fiquei a saber que na sequência da vitória do movimento cívico acima referido, a capela passou a estar aberta ao público e que em 13 de Setembro de 2013 foi descerrada a placa toponímia no Largo da Capela de S. Lázaro (aprovada em reunião de Câmara de 26 de Junho de 2013).

Ao ler a história do monumento que se encontra no seu interior, saltei, não sei como, para o Século XV. Foi uma sensação momentânea, estranha, senti-me o Tomás Noronha, dos romances de José Rodrigues dos Santos.

Recuperei rapidamente e regressei ao tempo actual.

Não obstante, o rodopio cerebral não parava e senti que estava presente, simultaneamente, no Século XV e na actualidade. É que a Capela, logo à entrada, possui duas pequenas janelas, uma de cada lado, que permitiam que os gafos (portadores de lepra, doença altamente contagiosa), pudessem assistir ao culto, do lado de fora, sem entrar em contacto com os fiéis. Fiquei ali preso, hipnotizado por aquelas janelas, confuso, sem saber onde realmente estava; algures em 1500 ou em 2020?

Só podia estar em 1500 porque actualmente, com tanto avanço científico, tecnológico, tanta inovação, start ups e apps, não podemos estar a viver uma situação pandémica tão grave, com medidas de confinamento iguais às medievais, tinha que ser muito diferente.

O som da sirene dos bombeiros a assinalar as 13h trouxe-me de volta à realidade.

Estamos em pleno Século XXI, a viver uma pandemia e eu estou a vive-la bem perto do local onde, no Século XV, existia uma Gafaria, S.Pedro de Penaferrim, a qual circunscrevia dentro de uma área protegida os leprosos que estava proibidos de contactar com o resto da população.

Actualmente em S. Pedro de Penaferrim, restam poucos vestígios da gafaria.

Contudo, recentemente, em 2016, https://sintranoticias.pt/2016/09/30/achados-arqueologicos-sao-pedro-sintra-obra-dos-smas/ foram descobertos túmulos nas proximidades da Capela, o que faz crer na existência de um cemitério nas imediações.

Abaixo deixo o link para umas fotos da Capela, tiradas durante esta visita, bem como outro link para a página da Direcção Geral do Património Cultural, dedicada a esta Capela, para satisfazer a curiosidade dos eventuais leitores mais interessados em dados históricos.

https://photos.app.goo.gl/FZZmHp5whQwJUnFT9

http://www.patrimoniocultural.gov.pt/pt/patrimonio/patrimonio-imovel/pesquisa-do-patrimonio/classificado-ou-em-vias-de-classificacao/geral/view/72944

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub