Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Generalidades

Generalidades

03
Mai18

A Mina de S. Domingos


Vagueando

P5183166.JPG

 

 

Se acha que 150 anos de história da Mina de S. Domingos não são razão mais do que suficiente para gastar um fim-de-semana a visitá-la, então eu dou-lhe outras para se deslocar até ao Alentejo profundo.

Antes de se aventurar prepare-se para estar num local ermo, desligado de tudo o que de selvático a civilização nos habitou.

Preparado?

Quando chegar à Mina de S. Domingos encontra muito espaço e pouca gente e isto pode causar-lhe alguma claustrofobia espacial e uma estranha sensação de falta de calor humano. Mas depressa vai perceber que o espaço é um bem precioso ao qual há muito se tinha desabituado e que é mais fácil entabular conversa com um qualquer habitante local do que falar como o seu vizinho do andar direito que julga conhecer.

Durante a noite vai parecer-lhe que não há luz, mas depressa vai perceber quão belo é contemplar o céu estrelado, o qual na cidade não é mais do que uma nuvem constante de poluição. Quando esta alivia, o que vê não é mais do que uma miragem com algumas estrelas desfocadas. Na Mina não precisa de muito tempo, do Google Sky, nem sequer de um rasgo de sorte, para observar a beleza de uma estrela cadente.

A companhia do seu carro vai parecer-lhe útil, mas depressa vai entender que o mesmo terá mais utilidade para o trazer de regresso ao stress e ao reboliço do trabalho do que para visitar a Mina de S. Domingos.

Se olhar para o mapa de Portugal, o local vai parecer-lhe que está no meio do nada e perto de coisa nenhuma. Contudo, mesmo sem ser preciso muita paciência, vai reparar que há muito para ver e entender, sem confusão, filas ou aglomerações. Está lá tudo à nossa espera.

Aventure-se a pé, caminhe e escute o silêncio que brota daquelas ruínas e, deixe-se embalar pelos 150 anos de história da Mina. Lembre-se que há 40 anos atrás tudo aquilo ainda fervilhava, havia vida, difícil é certo, labutava-se duro para ganhar pouca coisa.

Não lhe parece perfeito um fim-de-semana assim?

Bom então a tudo isto junte-lhe um alojamento excepcional, a Estalagem de S. Domingos, onde até talvez encontre uma promoção. Mas vá por mim, esta Estalagem merece muito mais ser promovida do que fazer promoções. Não é um alojamento qualquer porque o local é muito superior à descrição e às fotos que encontrará na Internet. A simpatia e o atendimento do staff da Estalagem não é mensurável nem descritível é uma constelação de Estrelas no universo da hotelaria.

As refeições são uma agradável tentação e sugerem-nos que a gula não é pecado, mas fazer dieta, logo ali, isso sim é pecado.

O edifício da Estalagem, o jardim e a piscina completam o cenário de perfeição e lembram-nos que ali está parte da história da Mina de S. Domingos.

Se ainda não está convencido, então você é um caso perdido. Está viciado em trabalho, alimenta-se de todos os tipos poluição, desde aquela que respira à que ouve e que vê, não dá valor à sua existência. Pior, nem sabe que Portugal é um país lindíssimo, com montanha, planície, mar, praia, floresta tudo isto bem temperado com um clima excepcional e com um povo fabuloso mas que, infelizmente, sente pouco orgulho no muito que tem e no muito que já fez pelo Mundo.

Podia juntar algumas delas fotos da estalagem e dos locais por onde andei, mas acho que a sua imaginação entendeu perfeitamente a imagem que pretendi transmitir.

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub